Plutão emite mais raios-X que o esperado e ninguém sabe por quê
loading...

Plutão emite mais raios-X que o esperado e ninguém sabe por quê

Embora os pesquisadores já tenham detectado emissões de raios-x vindas de outros objetos solares, as emissões vindas de Plutão são muito maiores que a esperada e nenhum cientista sabe o que as está gerando e nem de onde elas provêm.

As primeiras emissões de raios-x vindas do planeta-anão Plutão foram detectadas há alguns anos pelo telescópio espacial de raios-x Chandra e sua magnitude já havia chamado a atenção dos pesquisadores. Agora, novas detecções feitas pela sonda New Horizons desconcertou ainda mais os pesquisadores.

Normalmente, as emissões de raios-x vindas de outros corpos do Sistema Solar são produzidas como resultado de interações da atmosfera com os ventos solares, mas a distância muito grande entre Plutão e o astro rei fazem os cientistas descartarem essa interação e consideram que essas emissões são inesperadas e não devem estar sendo produzidas da mesma maneira.

A fonte precisa das emissões de raios-X em Plutão provavelmente permanecerá um mistério por um bom tempo, até que os dados da missão New Horizons possam ser completamente explorados, o que pode levar décadas.

A nova pesquisa foi publicada no periódico Ícarus e foi liderada por astrônomos do Laboratório de Física Aplicada da Universidade Johns Hopkins (JHUAPL), do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics, do Southwest Research Institute (SwI), do Centro Espacial Vikram Sarabhai (VSCC) e do Jet Propulsion Laboratory, da NASA e Ames Research Center.

Você também deve apreciar:

Verme gigante de 1,5 metros é encontrado vivo pela primeira vez
Maior telescópio espacial do mundo se dirige para testes antes do lançamento
Ouças os intrigantes sons captados em Saturno pela sonda Cassini
A busca por vida em Marte está prestes a ficar estranha
O foguete que potencialmente levará humanos para a lua será lançado em 4 meses
Buraco negro supermassivo de uma galáxia está em rota de colisão com outro objeto monstruoso
Uma nave espiã está perseguindo a Estação Espacial Internacional?
7 fenômenos cósmicos que os físicos podem “ouvir” com ondas gravitacionais
O elo perdido: a busca por buracos negros de massa intermediária
Cientistas recriam animal de 500 milhões de anos, e o resultado parece um alien
A misteriosa estrela que apaga de forma irregular acabou de ficar mais estranha
O que sabemos sobre a conexão entre mudanças climáticas e furacões
Show Buttons
Hide Buttons